"Sou uma mulher madura que as vezes anda de balanço , sou uma criança insegura que às vezes usa salto alto. Sou uma mulher que balança, sou uma criança que atura."

Martha Medeiros

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Prédios: censuradores de horizontes...


Nenhum comentário:

Postar um comentário